sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Agosto... A gosto de quem?

Mês de agosto mal começou e as pessoas já estão fazendo dezenas de pedidos. Alguns pedem dinheiro, outros pedem fé, e alguns pedem até amor, como se essas coisas viessem embrulhadas com um laço de fita vermelho em cima. O problema é que poucas dessas pessoas se levantam e vão em busca daquilo que almejam. Querem que as coisas simplesmente aconteçam. O vento pode até mudar a direção, mas se você continuar indo em linha reta, seu destino será sempre o mesmo. Não importa quantos carros você tem, quantos pares de sapato de marca ficam entupindo seu armário. A estrada que você precisa percorrer não passa carro, não se pisa com sapato de marca. É preciso determinação e coragem pra seguir pela trilha estreita, se desviar dos galhos de preocupação, dos buracos de mentiras e das pedras de chateação. E essa trilha é estreita por um motivo: Você a percorre sozinho.
Não adianta se descabelar, ficar surtando pelos cantos, fazer alvoroço. Algumas pessoas simplesmente não se importam. Algumas nem mesmo notam. É como se você fosse invisível. E sinceramente, a sensação de ser invisível pro mundo é angustiante. Não grite só por dentro, um barulho no mundo externo às vezes é bom.
Portanto, não peça nada. Faça com que tudo aconteça.

- Hoje eu só quero que o dia termine bem...
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário